0 Compart. Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Email -- 0 Compart. ×

Várias pessoas na hora de iniciar sua rede de Digital Signage se deparam com perguntas como qual hardware comprar, qual o melhor software, qual monitor devo escolher? Como muitas vezes o principal limitador é o fator custo, muitas pessoas acabam optando por adquirir televisores LCD domésticos para sua rede. Entenda melhor as diferença entre o monitor LFD profissional e TVs LCD domésticas, e por que escolher um monitor LFD pode te poupar de dores de cabeça no futuro.

Veja também o que perguntar para os fornecedores na hora de comprar seus players de Digital Signage?

História dos monitores para Digital Signage

Os primeiros monitores que foram utilizados, ainda no início da década de 90, em menu boards, eram feitos de tubos e popularmente chamados de CRT (Cathode Ray Tube). Eram pesados e possuíam baixa resolução.

Com o surgimento das telas planas, as telas de PLASMA começaram a ser utilizadas em menu boards. Porém dois problemas apareceram: alto custo das telas e, com seu uso contínuo, elas ficavam marcando o conteúdo, dando aparência queimada ou manchada após horas seguidas com imagens estáticas, ocasionando o chamado efeito de “burn-in” e marcando a tela de uma forma nada discreta.

Sucessoras das telas de PLASMA, os monitores LCD popularizaram a utilização dos menu boards e outras aplicações de Digital Signage em estabelecimentos comerciais. Seu custo já era melhor suportado e sua imagem possuía alta definição. E o melhor: o efeito “burn-in” tornou-se coisa do passado. A expansão rápida da tecnologia levou a mesma para as TVs domésticas. Algumas empresas passaram a utilizar essas TVs em seus menu boards. Novamente alguns problemas ocorreram: as TVs não foram feitas para suportar um extenso período ligadas e seu brilho/contraste eram previstos para uma sessão de cinema com a família numa tarde de domingo, não para uma jornada de 16 horas diárias em um shopping. Assim surgiram os monitores LFD profissionais, próprios para se trabalhar nessas condições.

O que é o Monitor LFD?

Os monitores LFD (Large Format Display) são considerados monitores profissionais para digital signage, com uma qualidade bem superior do que a maioria dos monitores tradicionais. Existem algumas características que fazem com que estes monitores se tornem as melhores opções para os usuários.

  • Tempo ligado: um monitor LFD é feito para ficar ligado por uma grande quantidade de tempo, sem necessariamente apresentar algum tipo de problema por causa disso.
  • Tamanho: esses monitores costumam apresentar um tamanho médio maior do que a maioria dos monitores convencionais (32 polegadas até incríveis 102 polegadas), e consequentemente oferecem uma resolução melhor e uma melhor relação de brilho x contraste.
  • Borda fina: essas telas são também responsáveis pela popularização dos Video Walls (conjunto de telas interligadas que formam uma “tela” maior). Com bordas finas, eles podem ser ligados para, juntos, entregarem uma imagem maior.

Nota-se que os monitores profissionais LFD, apesar de mais caros que as TVs LCD domésticas, são uma opção com custo menor no médio e longo prazo, já que apresentam menos problemas. Com tamanhos maiores e a possibilidade de trabalhar em Video Walls, representam também maior liberdade criativa na hora de elaborar o seu projeto de Digital Signage.

Case: como a Posto Mídia aumentou a produtividade em 25% utilizando o 4YouSee

0 Compart. Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Email -- 0 Compart. ×