O digital signage chegou para mudar a forma como as empresas se relacionam com o seu público onde quer que estejam – seja nas ruas, ônibus, shoppings ou restaurantes.

Nos últimos anos, o custo de equipamentos foi reduzido devido ao crescimento de opções para aplicação do digital signage. A partir disso, uma estratégia que até então não era acessível para qualquer empresa, se expandiu para maior parte do mercado: o vídeo wall.

Entretanto, por se tratar de uma novidade para alguns negócios, surgem questionamentos sobre como implantar e manter um projeto de digital signage.

Se ainda existem dúvidas sobre a aplicação de telas individuais, o vídeo wall pode ser um assunto ainda mais complicado. Já que, por se tratar do uso de várias telas simultaneamente, essa opção é considerada distante por alguns negócios.

No entanto, existem algumas dicas que além de conseguir quebrar com essa visão de muitas pessoas, aproxima o uso do vídeo wall na sua estratégia.

Pensando nisso, separamos 5 dicas que conseguem facilitar a implantação de um vídeo wall focado em qualidade e entrega de resultados positivos. Confira:

Observe o local da sua estratégia

Ficar muito em dúvida no momento de criar uma estratégia pode prolongar o processo de aplicação, mas te deixa mais atento aos seus projetos. Por isso, não deixe de observar o contexto em que você pretende implantar o seu vídeo wall.

O primeiro elemento que vamos destacar para simplificar a elaboração do seu vídeo wall é o local onde ele será implantado. Levando isso em consideração, fica mais fácil de definir quantas telas utilizar e qual equipamento é o mais ideal.

Uma vantagem do vídeo wall é que ele pode ser aplicado tanto em lugares internos quanto externos, ampliando as possibilidades da sua utilização. Pelo fato de cada local ter as suas próprias características, esse formato precisa se adequar de acordo com o ambiente.

Em locais externos, a quantidade de luz costuma ser muito maior que nos internos. Por isso, é muito importante observar o ângulo e a quantidade de brilho das telas com o objetivo de evitar que a luz reflita no vídeo wall e prejudique a visão do conteúdo.  

Além disso, o tamanho do seu vídeo wall deve ser proporcional ao tamanho do local onde será implantado. Um lugar amplo e espaçoso vai ser mais adequado para receber um projeto maior.

Caso contrário, o seu ambiente pode ficar mais apertado, prejudicando não só o aproveitamento do seu espaço, como também o entendimento do conteúdo nas telas.

Por esse motivo, não vale a pena se prender na ideia de quanto maior for o seu vídeo wall, mais atraente ele vai ser para o público. Se o conteúdo não for adequado, a estratégia perde a função e certamente o tamanho não vai mudar essa história.

A partir disso, resolvemos destacar no próximo tópico a importância da qualidade de um conteúdo. Veja a seguir:

Ajuste a resolução do conteúdo de acordo com a tela

Quando falamos de vídeo wall, muitos profissionais acreditam que fazer altos investimentos em hardware é o melhor caminho para a estratégia ser bem sucedida.

Embora isso não seja necessariamente uma inverdade, a qualidade do conteúdo exibido é determinante para valorizar o equipamento que você utiliza.

Em outras palavras, se o que for exibido nas suas telas estiver distorcido ou com uma baixa resolução, o quanto você investiu para deixar o seu vídeo wall grande e bonito é irrelevante.

Por isso, preste atenção na proporção do material apresentado e, assim, ajuste com o tamanho da sua tela para evitar qualquer tipo de deformação. Para deixar mais claro como são as resoluções adequadas para um conteúdo de acordo com cada monitor, siga o exemplo abaixo:

Resolução video wall

Clique na imagem para expandir

Como podemos ver na ilustração acima, a resolução do seu conteúdo depende diretamente da quantidade de telas que você vai utilizar para o seu projeto. Por isso, a qualidade da imagem deve ser calculada de acordo com o número de monitores que você tem no seu vídeo wall.

Por exemplo, se o seu projeto é um video wall 3×1 (composto por uma fileira horizontal em um trio de telas) com as telas com resolução de 1920×1080 cada uma, o conteúdo deverá ter a soma da resolução das telas na horizontal: 1920×3 = 5760.

Ou seja, para que seu conteúdo explore todo o potencial da resolução dos monitores, você precisa criá-lo na resolução de 5760×1080.

Caso fosse um video wall 1×3 (composto por uma fileira vertical das mesmas três telas), a multiplicação ocorre com o valor da resolução vertical e o cálculo será:1080 x 3 = 3240. Assim, a resolução ideal do seu conteúdo é de 1920×3240.

Nessa situação, se o cálculo não é feito de acordo com o número de telas e considerar apenas a resolução de uma única tela (1920×1080), a qualidade do conteúdo é 3 vezes menor e abre a possibilidade da imagem ficar distorcida.

Portanto, para ter a garantia de que o conteúdo tenha a qualidade esperada, é necessário levar em conta a quantidade e a resolução das telas que compõem o seu projeto. A partir  disso, torna-se possível calcular qual é a resolução necessária para um bom vídeo wall.

É perceptível que o conteúdo e equipamento não podem ser pensados de formas separadas, uma vez que toda a qualidade de um material não vai ser percebida se o hardware for ruim e vice-versa.

Por esse motivo, os próximos tópicos têm um maior foco para esses dois fatores que, se não são pensados em conjunto, diminuem a chance de implantar um vídeo wall realmente atraente.

Na dúvida, invista em monitores LFD

Como dissemos anteriormente, o preço do equipamento para digital signage ficou muito mais acessível por surgir novas opções de hardware no mercado. Mesmo que essa mudança ofereça vários efeitos positivos no mercado, existe uma desvantagem.

Com essa abertura de alternativas, identificar qual seria o equipamento mais adequado para a sua estratégia se transforma em uma tarefa difícil. Com o vídeo wall a situação não é diferente, mas as opções de hardware são mais restritas.

A ideia principal de um vídeo wall é unir vários monitores para que formem uma tela maior. Para isso, o equipamento deve ter alguns aspectos específicos para atender essa proposta, como os displays terem a mesma resolução e bordas finas.

Nessas circunstâncias, a opção que tem mais capacidade para atender esses requisitos é o monitor LFD. Além de ter as bordas mais finas e boa resolução, ele é fabricado para uso profissional.

Portanto, investir em monitores LFD é sinônimo de que suas telas terão uma vida útil maior, vão apresentar uma qualidade de imagem muito melhor e ainda deixará seu vídeo wall com uma aparência mais profissional comparado a outros tipos de monitores.  

Como fazer um conteúdo para vídeo wall?

Uma das vantagens de investir em digital signage é que existem vários formatos de conteúdo para utilizar, seja em telas individuais ou vídeo wall. Por isso, faz parte da estratégia pensar no que deixa as pessoas entretidas e informadas com o que é exibido em cada tipo de projeto.

Porém, não é porque existem diversas possibilidades de exibição, que não existem regras para criar um conteúdo para digital signage.   

No caso desse tipo de projeto, o material para vídeo wall deve ser pensado como um todo.  Se cada monitor exibe um conteúdo muito diferente entre si e em momentos diferentes, a proposta de criar uma tela maior se perde assim como a atenção do público do seu vídeo wall.

Por isso, cada tela deve estar de acordo com o todo, mesmo que não forme uma imagem única. Por exemplo, caso um vídeo wall seja implantado em um restaurante, poderia ser construído um cardápio mais dinâmico, como o exemplo abaixo:

As telas não precisam necessariamente exibir o mesmo conteúdo, mas é necessário que estejam sincronizadas para que a exibição não fique dispersa e deixem de ser complementares.

Também é possível ir pelo caminho mais conhecido quando se investe em vídeo wall e usar uma imagem maior para ocupar todas as telas, como no exemplo abaixo:


Uma outra possibilidade é misturar as estratégias e usar conteúdos diferentes nas telas de forma intercalada com um conteúdo que seja exibido de forma sincronizada em todas as telas.

A solução da 4YouSee, por exemplo, permite a criação de um Vídeo Wall Sincronizado, no qual você poderá ter cada tela conectada a um player diferente, exibindo conteúdos de forma independente e, quando você quiser, fazer todas as telas mostrarem pedaços do seu conteúdo, trabalhando como um videowall integrado.

Veja um exemplo desse tipo de estratégia:

Com um bom gerenciamento de conteúdo, todas as opções citadas acima são possíveis e eficazes. Para isso, é muito importante saber escolher o software ideal para administrar o seu projeto.

Assim, o nosso último tópico é justamente para ajudar a entender melhor qual solução seria a mais adequada para um vídeo wall. Veja a seguir:

Gerencie seu projeto com um bom software

Para muitas pessoas, a ideia de usar várias telas em apenas um projeto de digital signage parece ser muito difícil de aplicar e configurar, mas tudo isso depende do caminho que você escolhe seguir para gerenciar o seu vídeo wall.

Uma coisa importante é que, se você vai investir em um bom vídeo wall, não faz sentido gerenciar a exibição dos conteúdos utilizando pendrives ou algo semelhante. É importante que você trabalhe com um bom software de digital signage que irá te permitir programar seus conteúdos e monitorar o funcionamento do video wall.

Quando se investe em um software que é eficiente e simples de utilizar, isso não só facilita o processo de implantação de um vídeo wall, mas também reduz os gastos do projeto.

Um exemplo dessa economia, é quando o novo software não exige pessoas altamente qualificadas para gerenciá-lo, eliminando a necessidade de contratar uma nova equipe especializada. E, quando o software é pensado para automatizar a gestão de um projeto de digital signage, você poderá economizar muito tempo da sua equipe, o que se traduz em tempo investido em atividades mais importantes para seu negócio.

Poupar tempo e dinheiro com a aquisição de um novo software permite novos investimentos para aprimorar sua estratégia e, até mesmo, adquirir novas telas para outros projetos de vídeo wall.

Desta forma é possível perceber que ter um projeto bem sucedido de vídeo wall é algo menos complicado do que se poderia inicialmente supor.

Mas, antes de tudo, sempre busque considerar questões como o local de instalação, resolução do conteúdo de acordo com as telas, investimento em monitores LFD, um bom software e a qualidade do conteúdo produzido. Essa atitude certamente contribui para o sucesso do uso do vídeo wall.

 

Quer conhecer o recurso de Vídeo Wall Sincronizado do 4YouSee? Converse com um de nossos consultores.