0 Compart. Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Email -- 0 Compart. ×

Não é novidade o fato de a publicidade ser uma ótima estratégia para quem deseja se destacar no mercado. Além das campanhas em espaços tradicionais como TV, rádio, jornais e revistas, um outro tipo de mídia também traz destaque e bons resultados para os clientes que apostam nela: a mídia indoor.

Nesse segmento, entram todos os meios pelos quais é possível divulgar uma marca dentro de um espaço fechado. Se outdoors e empenas atraem os olhares de quem está na rua, sejam pedestres ou motoristas, a mídia indoor segue o movimento contrário e visa atrair a atenção de públicos internos específicos, por essa razão é que ela é uma forma de divulgação mais segmentada.

Pesquisadores em marketing garantem que a mídia indoor é capaz de atrair mais a atenção do público pelo fato de ser mais focada, mais direcionada e contar com concorrência menor. Como exemplos desse tipo de mídia podemos citar propagandas estrategicamente posicionadas em recepções de hotéis, caixas de lojas, anúncios em balcões de farmácias, dentro de ônibus, entre tantas outras formas de ativação interna.

A evolução da mídia indoor: digital signage

Com o avanço da tecnologia nos últimos anos, os marketeiros começaram a perceber que as inovações no ambiente digital, aliadas às modernizações na indústria de eletrônicos poderiam otimizar o poder da mídia indoor.

Por essa razão, surgiu o conceito de digital signage, ou sinalização digital, que nada mais é do que a velha publicidade de interior com uma roupagem moderna. O digital signage só conseguiu se popularizar depois que tanto a internet quanto a aparelhagem digital, como TVs de LCD e monitores LFD ficaram mais acessíveis, tornando viáveis os custos de produção e manutenção desse tipo de mídia.

Tipos de mídia indoor digital

A mídia indoor digital pode assumir formatos e conteúdos diversos, de acordo com as necessidades e objetivos do cliente e de seu público-alvo. Pode ser idealizada em meios como TVs de LCD, microcomputadores, telões, etc. Veja:

Conteúdo informativo

Um shopping conta com dezenas de lojas, que, por sua vez, oferecem produtos variados aos seus clientes através de um painel de LED. Ao mesmo tempo, um hospital presta atendimentos em áreas diversas e deve divulgar seus investimentos em tecnologia e dar dicas para uma vida saudável, por exemplo. Em ambos os estabelecimentos, o fluxo de pessoas é grande e o conteúdo informativo, além de ser um serviço funcional, atua como uma forma de atração e fidelização de público.

Boton MooH

Canal de entretenimento

Recepções em geral costumam ser tediosas pelo simples fato de fazerem as pessoas esperarem. Filas, a mesma ideia. Para esses locais, nada mais oportuno do que um bom canal de entretenimento, que consiga aliar informações de interesse geral como previsão do tempo, pegadinhas, dicas de beleza e saúde, os gols do brasileirão e por aí vai, tudo de acordo com o ambiente.

Programação institucional

É muito útil para empresas de médio e grande porte que necessitam de canais variados para se comunicar com todos os seus colaboradores e fornecedores. Novidades sobre a empresa, sua história, curiosidades e entrevistas com os variados setores são bons temas para a programação.

Curiosidade

Você sabia que a programação que vemos em muitos ônibus e metrôs também são uma forma de mídia digital indoor? Como o público desses meios de transporte é muito variado, a programação tende a ser bastante eclética, com dicas de saúde e alimentação, cultura, esporte, notícias e utilidade pública como telefones da polícia, bombeiros, cotação do dólar, previsão do tempo etc.

E você, já trabalha com a mídia indoor na sua empresa? Uma boa dica é contratar um software de gestão de sinalização digital. Aproveite as ferramentas que facilitam o processo e otimiza já o seu negócio! Se você ficou com alguma dúvida, deixe o seu comentário!

 

0 Compart. Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Email -- 0 Compart. ×