0 Compart. Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Email -- 0 Compart. ×

Hardware é algo que pode gerar grandes dores de cabeça em qualquer projeto envolvendo tecnologia.

Não é diferente em projetos de TV Corporativa e mídia digital out of home. Se você quer ser bem sucedido em projetos nesses segmentos, ter a operação mais eficiente, o melhor conteúdo e vender muito, não vai querer perder tempo se preocupando com problemas de equipamento, concorda?

Neste artigo apresento algumas perguntas que DEVEM ser feitas durante o processo de compra de players para Digital Signage.

Qual o período de Garantia?

Muito simples, mas importante. Claro que quanto maior o prazo de garantia, melhor. Não deixe se iludir por equipamentos muito baratos com períodos de garantia menores que 90 dias. Possivelmente o custo para se trocar equipamentos que apresentarem defeitos fora do prazo de garantia vão fazer desaparecer a economia feita durante a compra.

 

Política de Troca?

Certifique-se de que o fornecedor possui uma política de troca clara e eficiente. Verifique se essa informação já consta no site e se não existir, solicite-a.

Em situações onde os equipamentos apresentem defeitos graves nos primeiros dias de uso, pode ser necessário substituí-los.

Avalie por exemplo com qual prazo que o fornecedor se compromete em fazer um diagnóstico e substituir o equipamento. Quem paga pelas despesas de devolução e reenvio?

 

Assistência Técnica

Seu fornecedor está estruturado para prestar assistência técnica local? Quanto tempo demora em média?

Procure na internet em fóruns especializados sobre experiências de outros compradores. Veja se eles estão satisfeitos com o serviço de assistência prestado.

 

MTBF e MTTR

Esta não é uma pegadinha ou trava língua. Embora você provavelmente não seja engenheiro, perguntar aos fornecedores sobre esses indicadores pode até fazê-los lhe tratar com mais seriedade.

MTBF (“Mean Time Between Failures“) é o tempo médio entre falhas de um equipamento. Ou seja, considerando que um equipamento apresentou uma falha hoje, quanto tempo em média seria decorrido até que ele falhasse novamente.

MTTR (“Mean Time to Repare“) é o tempo médio para reparo de um equipamento, ou seja, uma vez que o equipamento apresentou um defeito que o impeça de funcionar, em quanto tempo ele estará disponível para uso novamente.

Se o seu fornecedor puder disponibilizar essas informações, já é um ótimo sinal. Você também pode usar esses indicadores para fazer uma gestão de risco, ainda que simples.

Conhecer essas métricas ajudam você a se planejar para situações inesperadas. O MTBF está relacionado à probabilidade do risco se tornar realidade, enquanto o MTTR diz respeito ao impacto do risco. Avaliando isso em conjunto, fica mais fácil prever como agir em situações inesperadas e qual serão as estratégias de prevenção desses problemas.

Joaquim Lopes Júnior (@joaquimlopes) é diretor executivo do 4YouSee, onde é responsável pelo roadmap de produto. Atua também apoiando o planejamento estratégico de marketing e vendas. Mestre em Ciência da Computação pela UFMG, tendo pesquisado sobre métodos ágeis para desenvolvimento e garantia de qualidade de produtos de tecnologia da informação.

0 Compart. Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Email -- 0 Compart. ×