Sabemos que o Painel de LED gera um aumento na temperatura quando transforma a eletricidade em luz. Porém o calor não é transmitido para o ambiente devido à presença de alguns dissipadores que têm a capacidade de removê-lo.

O LED possui uma vida útil maior que outras fontes de luz artificial, mas existem alguns fatores que contribuem para a degradação do fluxo luminoso, como a variação de temperatura, variação de correntes na fonte e a eficácia de sistemas de refrigeração.

Em locais muito quentes, como países do Oriente Médio e até mesmo em alguns lugares nos Estados Unidos, por exemplo, é comum utilizarem um aparelho de ar condicionado incorporado à tela do Painel de LED com o intuito de arrefecer os componentes.

A energia elétrica utilizada é ainda maior durante os meses de verão. Nessa época do ano, o aumento do calor do sol, juntamente com o calor gerado pela intensificação do brilho da unidade do Painel de LED, requerem um aumento da função refrigeradora no sistema de ar condicionado instalado para o arrefecimento da unidade de LED.

Este uso de energia geralmente ocorre em conjunto com as demandas de pico máximo de empresas e residências. Isso torna as empresas que exploram a mídia em Painel de Led as vilãs locais quando se trata de consumo de energia.

Com isso o preço da energia utilizada por esses painéis tende a subir. Ou seja, subindo a energia, um dos principais custos da operação, diminui-se a margem de lucro das empresas exibidoras.

Essa é uma preocupação tão grande das empresas que, na LedChina, feira que aconteceu em Shangai no fim de 2016,  um dos assuntos mais discutidos foi a Eficiência Energética de um Painel de LED.

Os maiores fabricantes de painéis de LED do mundo saíram na frente e, durante a feira, apresentaram painéis de LED com até 70% de redução de consumo em relação às versões anteriores de seus produtos.

Isso, além de atender uma reclamação recorrente dos clientes, vai diminuir sensivelmente o TCO (Total cost of ownership –  ou custo total de posse) e aumentar a vida útil do equipamento.

Assim sendo, o ROI (Return on Investment) ou a chamada taxa de retorno de investimento, será atingida mais rápido, uma vez que a conta de energia mais barata e o menor desgaste do painel contribuirão de forma direta no sucesso da operação.

Neste mês de Junho ocorre em Orlando, na Flórida, a InfoComm 2017, e esse assunto volta à pauta, mostrando a consolidação do Painel de Led como mídia OOH devido à drástica redução de consumo de energia proporcionada pelos principais fabricantes do mercado no último ano.

Screen Shot 2017-06-13 at 11.34.30 AM