Lançada há menos de um ano, em Abril de 2020, em plena pandemia,  a nova rede social Clubhouse rapidamente ganhou popularidade com o aporte de 12 milhões de dólares para suas operações e usuários ilustres como Elon Musk e Bill Gates. Sua avaliação em Janeiro de 2021 atingiu impressionantes 1 bilhão de dólares, de acordo com o The Information.

No Brasil, empreendedores e profissionais que exploram marketing e inovação são os desbravadores deste novo território. O Clubhouse é uma nova rede social para ficar de olho, pois é uma nova plataforma para construir a sua reputação como marca pessoal. Sim, vamos falar a seguir sobre esta tendência de marcas pessoais a seguir, continue conosco!

O que é Clubhouse?

O aplicativo funciona no maior estilo rádio: tudo ao vivo com programações de cada produtor de conteúdo e nada fica salvo após a sessão de cada sala. Uma espécie de podcast mais espontâneo, com participação de convidados e sem edições. É possível fazer uma agenda personalizada e receber alertas sobre as próximas salas – de acordo com os seus interesses e com as pessoas que segue.

Como entrar?

Até agora, o aplicativo está disponível apenas para dispositivos iOS. Existem boatos sobre o lançamento para versão Android ainda em março deste ano, mas nada oficial foi declarado pela Alpha Exploration Co, empresa proprietária do Clubhouse, apenas que o desenvolvimento se iniciou em Janeiro.

Além disso, é necessário receber um convite de alguém que já esteja na rede para criar o seu usuário, caso contrário, você entra em uma fila de espera. Nesta fila de espera, os seus contatos que estiverem entrando na rede podem te ver na fila e “puxar para dentro”.

Como funciona o Clubhouse?

Você também pode agendar e convidar pessoas para as suas próprias salas. As salas são definidas por temáticas ou abertas por usuários, principalmente, autoridades do mercado. Dentro das salas, existem ouvintes, ou “listeners”, os “speakers” . A sua bio pode ser editada de forma semelhante ao Instagram e você pode criar uma sala a qualquer momento, de forma independente.

As salas, que comportam até cinco mil pessoas em nome de manter a exclusividade dos grupos, podem ser restritas aos seguidores, abertas ao público ou privadas. A duração das conversas é pré-determinada e há moderadores que auxiliam na dinâmica da conversa, controlando quem pode falar.

A primeira sala brasileira sobre Marketing, foi criada pelo copywriter João Bogado, ex-Empiricus e Reserva, o Café com Marketing, acontece todos os dias às 8h. Um exemplo bem sucedido que ilustra bem um possível formato de sala dentro da rede social: um conteúdo que parece o novo programa de rádio matinal, para se ouvir no carro a caminho do trabalho.

É possível seguir interesses, pessoas e ativar notificações bem como no YouTube ou Instagram. No seu perfil inicial, o contato que indicou fica registrado publicamente como anfitrião. Como novo usuário, você tem direito a dois convites, que devem ser usados com responsabilidade, pois a qualidade dos indicados afeta a sua reputação dentro da plataforma.

É sobre pessoas.

A adesão de Mark Zuckerberg junto a nomes de peso não poderia atrair mais atenção à rede, o Clubhouse conseguiu convergir um grupo de formadores de opinião impossível de ser ignorado. No ecossistema da rede, ainda não se percebe um apelo de marcas, como no Facebook e Twitter, por exemplo.

O foco de toda a experiência ainda está nas pessoas, como no começo das redes sociais mais bem sucedidas. Assim sendo, este é um espaço para se conectar a nível pessoal, ainda que os negócios e empresas estejam em pano de fundo. Os usuários aqui devem ser embaixadores de suas empresas e advogados de sua autoridade antes de promoverem uma marca.

Bem como a opinião das primeiras celebridades usuárias trouxeram boa parte dos mais de  2 milhões de usuários do Clubhouse, a sua também é bem vinda. A conexão aqui é sobre valores, estilo de vida e trajetórias pessoais, os negócios serão consequência disso. É espaço para construir sua reputação, gerar provas sociais e trabalhar sua autoridade profissional.

Quem seguir?

De grandes investidores e empreendedores como Bill Gates, Tallis Gomes da Easy Taxi a grandes nomes do entretenimento como Anitta e Oprah Whinfrey, a diversidade vem com a versatilidade do formato de podcast ao vivo. As salas podem trazer dicas de neurociência, serem salas de paquera e verdadeiros pitchs para startups. Explore os seus interesses e pesquise por pessoas relevantes no seu nicho para não perder estes conteúdos.

Timing perfeito

Levando-se em consideração que no início de 2020, mais de 50% dos adultos americanos já utilizam comandos de voz, há uma familiaridade e predisposição de hábitos do usuário para consumir ainda mais formatos de áudio.

A rede criada por Paul Davison e Rohan Seth, ambos ex-Google, cresceu 525% em buscas entre o fim de Janeiro e início de Fevereiro. Realmente parece que tudo está conspirando a favor desta tendência!

Quais as oportunidades para sua empresa?


Listamos 4 benefícios para você aproveitar a rede para sua marca pessoal e empresa:

1.Lições com as Referências de Mercado

Entenda suas principais estratégias, tenha outra perspectiva sobre o mercado mundial e projeções para os próximos trimestres. Assimile os insights de especialistas dentro da sua realidade e ganhe competitividade.

2. Trabalhe sua Autoridade

Explore temas relacionados à sua especialidade e campo de atuação, seja como participante ou como anfitrião de uma sala. Reforce a sua relevância dentro do seu mercado e se destaque com o compartilhamento dos seus conhecimentos.

3. Networking

Reserve períodos semanais para participar de salas, seja como ouvinte ou orador. Se conecte com pessoas da sua área e se posicione pessoalmente e com a sua empresa, abrindo caminho para novos aliados e parceiros.

4. Desenvolva sua Comunidade

Seus seguidores podem se tornar co-criadores de seus produtos com insights valiosos e sugestões para a sua estratégia. Além da troca de conhecimentos e feedbacks, explore outros interesses em comum com a sua marca e serviços.

Lembre-se de que em qualquer estratégia, você deve estar alinhado com todos os outros canais da sua empresa e marca pessoal, ok?

Pronto para entrar nessa? Aliás, já recebeu o seu convite?

Há um ano, precisamos nos reinventar com ainda mais profundidade e explorar novas linguagens para manter a nossa comunicação de marca e presença de mercado. É por isso que nós reunimos esforços para este desafio juntos.

Conheça as opções de Comunicação em Telas da 4YouSee o que elas podem trazer para o seu negócio com um de nossos Consultores, clicando aqui!

Até breve com mais conhecimentos da nossa empresa para a sua.

SeeYou!