Cada vez mais empresas estão apostando nos recursos audiovisuais em suas estratégias de comunicação. Afinal, os vídeos são muito didáticos e fáceis de entender, conseguem reduzir tempo e investimentos com treinamentos de colaboradores, auxiliam na demonstração de produtos e serviços, podem divulgar informações sobre a cultura corporativa de uma empresa e são uma ferramenta de auto poder de viralização.

Entre estas estratégias está a implantação de uma TV corporativa, um canal para informar funcionários sobre indicadores financeiros e de produtividade, informações sobre a empresa e dicas com foco no treinamento ou mesmo os consumidores sobre promoções, produtos e ofertas.

As mensagens são transmitidas em monitores ou computadores via streaming, que é a transferência de dados de áudio e vídeo via internet. A transmissão pode ser feita ao vivo, também chamada de live streaming, ou gravada, para que o conteúdo captado seja armazenado em um servidor de arquivos compactados e depois transmitido on demand. As duas modalidades de transmissão têm suas vantagens para potencializar a comunicação de um negócio. Hoje vamos falar das características de cada uma e quando você pode utilizá-las na sua TV corporativa. Confira!

Transmissão ao vivo

Foco na interatividade

Uma transmissão ao vivo pela internet conta com ferramentas que permitem ao público, mesmo que à distância, interagir com os participantes do evento. Os internautas podem mandar perguntas via chat, fazer comentários e compartilhar o link do live streaming em seus canais nas redes sociais, tudo em tempo real. Isso é perfeito para aumentar o buzz sobre o evento e sua marca e também acaba engajando mais pessoas.

Mais engajamento

Por meio da interação em tempo real, é possível atrair mais pessoas para acompanhar o evento. De acordo com dados divulgados na 16ª edição do Streaming Media East, evento que discute tendências em vídeo online e tecnologia, a transmissão em tempo real gera dez vezes mais engajamento do que os vídeos sob demanda, por ser algo exclusivo, que está acontecendo naquele momento, o que gera muito buzz nas redes sociais e pode até viralizar.

Aumento da audiência

De pequenas conferências ou reuniões a grandes palestras ou fóruns de capacitação com profissionais convidados, a transmissão ao vivo pode potencializar o alcance de um evento. Por exemplo, um evento que normalmente teria 500 pessoas na plateia pode ter 500 mil pessoas via web. O live streaming também diminui distâncias e aproxima equipes espalhadas em diversas filiais, para que mensagens importantes possam se passadas ao mesmo tempo em cada uma das unidades.

Equipamentos

O live streaming demanda alguns cuidados para que a transmissão não sofra interrupções, ruídos no som ou interferência nas imagens. O ideal é contar com uma placa para captura do áudio e bons microfones, uma câmera que filme de preferência em alta definição, computador com placa de captura de imagem, um cabo FireWire, para conectar a câmera na placa e no computador, e uma conexão de no mínimo 2MB de uplink dedicado e exclusivo para o servidor de upload, para garantir a estabilidade da transmissão.

Vídeos gravados

Produção mais elaborada

Tanto um vídeo transmitido ao vivo quanto o gravado para ser veiculado on demand precisam de planejamento, no entanto, uma das vantagens do vídeo gravado é, caso alguma coisa não dê certo durante as gravações, você não precisa correr contra o relógio para solucionar o problema. Outro benefício é contar com mais tempo para editar as imagens e colocar efeitos visuais no material utilizando programas simples de manipulação de imagens.

Material disponível a qualquer momento: a capacitação da equipe de colaboradores pode ser mais eficiente por meio da gravação de vídeos de webinares, workshops e até cursos online. Basta fazer um planejamento para produzir o material de acordo com os temas que você quer tratar e depois transmiti-los em telas espalhadas pela empresa ou armazená-los em um servidor, onde os funcionários podem acessar o conteúdo sempre que quiserem ou precisarem, quantas vezes forem necessárias.

Diminuição de custos com treinamento

Ao instituir o uso do vídeo para capacitar seu pessoal, você também reduz o tempo de treinamento em até 20%, além dos custos estimados para uma capacitação presencial, que envolve deslocamento dos funcionários e hospedagem.

Equipamentos

A tecnologia usada para gravar os vídeos pode ser flexibilizada, uma vez que você não precisa se preocupar com os detalhes de uma transmissão ao vivo e as interferências que possam surgir no streaming devido ao acesso muito grande ao conteúdo. Caso o material que você queira transmitir não seja muito complexo, a gravação pode ser feita até mesmo por meio de uma webcam ou um dispositivo móvel, que já contam com uma qualidade bacana para captar imagens e som. Possíveis interferências podem ser minimizadas posteriormente, na fase de edição do vídeo.

A escolha entre a transmissão ao vivo e a gravação de um vídeo vai depender dos objetivos que você quer alcançar com a mensagem a ser transmitida. O ideal é contar com soluções tecnológicas e expertise para utilizar uma das opções sempre que sua empresa precisar.

Você já implementou uma TV corporativa no seu negócio? Quais dos dois tipos de transmissão deram mais resultados? Divida sua experiência com a gente nos comentários!