All posts tagged endomarketing

Janeiro Branco: Iniciar o Ano com Saúde Mental

A campanha do Janeiro Branco pode não ser tão popular quanto o Outubro Rosa ou o Novembro Azul, dos quais já conversamos nos artigos: Outubro Rosa – Nós apoiamos a luta contra o câncer de mama e Por que comunicar o Novembro Azul na sua empresa?.

Mas sem dúvidas, traz uma temática muito em evidência nos últimos tempos: a Saúde Mental. Com os crescentes índices dos episódios de burn-out entre os profissionais, pelo excesso de informação, acúmulo de funções decorrentes de equipes mais enxutas e o próprio tabu que paira sobre as questões que envolvem avaliações e tratamentos mentais, a campanha é oportuna e assertiva para ações de endomarketing. Principalmente dadas as novas dinâmicas de trabalho impostas pelo isolamento social. 

Orientada pelo lema “todo cuidado conta” neste ano, no site institucional desta campanha – desenvolvida por um grupo de psicólogos estabelecidos em Uberlândia (Minas Gerais) –  encontramos a justificativa que explica sobre o mês escolhido e a abordagem para conscientização deste assunto: 

Porque, no primeiro mês do ano, em termos simbólicos e culturais, as pessoas estão mais propensas a pensarem em suas vidas, em suas relações sociais, em suas condições de existência, em suas emoções e em seus sentidos existenciais.

E, como em uma “folha ou em uma tela em branco”, todas as pessoas podem ser inspiradas a escreverem ou a reescreverem as suas próprias histórias de vida.

A intenção de trazer leveza e agir com proatividade diante deste assunto delicado para a maioria é bem articulada entre o grupo de profissionais da saúde idealizadores. No site da campanha, é possível encontrar o vídeo oficial e materiais promocionais, como banners, bottons panfletos e postagens prontos para o download e uso interno. Confira em: Janeiro Branco .

É interessante perceber que o Janeiro Branco não promove apenas a Saúde Mental, mas também inclui a Saúde Emocional, trazendo uma nova dimensão de reconhecimento da importância do nosso bem estar como um todo e não apenas fisiológico. A abertura para o diálogo neste mês sobre a qualidade de vida psíquica chega em sua oitava edição neste ano, acompanhando as tendências de valorização e práticas que fomentam a felicidade dentro das empresas e no âmbito pessoal. A psiquiatra Emanuella Halabi, em entrevista à Agência Brasil, fala sobre a necessidade de incentivar as pessoas a buscarem ajuda profissional e investirem em tratamentos mentais sempre que necessário, quebrando as barreiras do constrangimento e estigma diante do tema.

A campanha é difundida pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e ganhou reforços especiais no atual cenário da pandemia, pois uma quarta onda de doenças mentais é prevista pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em decorrência das restrições da nova rotina de distanciamento social. De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), estima-se que 5,8% da população brasileira é depressiva e que somos o país com a maior prevalência dos transtornos de ansiedade, que atinge impressionantes 9,3% da população. Mais dados relacionados entre a depressão, ansiedade e os impactos do Covid-19, podem ser vistos no artigo completo da Agência Brasil: Janeiro Branco alerta para importância de cuidados com a saúde mental.

Estes indicadores refletem diretamente na produtividade e mesmo na nossa economia, uma vez que essas doenças são potencialmente incapacitantes, demandam afastamentos e impactam todos os indivíduos em torno do paciente. Ainda vale ressaltar que os processos mentais são graduais, e que devemos manter uma postura vigilante e preventiva frente ao stress, garantir a prática de atividades saudáveis de lazer e manter uma rotina de exercícios físicos consistente, ainda que leves. Os profissionais de saúde também recomendam evitar, principalmente durante a pandemia, o abuso de álcool, cigarros e substâncias psicoativas, que podem agravar quadros de ideação suicida e situações de violência, sobretudo em relação às mulheres – os casos de violência contra a mulher aumentaram 40% em 2020, segundo o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. 

O acolhimento também é uma parte importante na luta contra o preconceito e agilidade na busca de atendimentos e tratamento adequados. Ainda que com o distanciamento social, ações afetuosas e de afirmação da vida em vias práticas sejam dificultadas, conversas via meios digitais que tragam tom amigável, empatia e ausência de julgamento são essenciais para lidar com possíveis afetados. Não culpabilize o indivíduo pelo sofrimento ou minimize sua dor, ofereça auxílio e apoio para lidar com o momento e cerque-se de ajuda profissional sempre necessário. Como muito bem destaca a campanha: Todo cuidado conta.

Até breve e cuidem-se!

Motivação no Trabalho: Valores que Inspiram Pessoas e Equipes


Muito lemos sobre motivação no trabalho, sobre como manter equipes motivadas, fazemos uso de termos estrangeiros como “growth mindset” de Carol Dweck e frases motivacionais que evocam a força do nosso pensamento positivo. Todavia, quem realmente faz acontecer profissionalmente sabe que o sucesso está mais intimamente ligado com atitudes do que com grandes discursos. Ainda sim, sabemos que, em alguns dias, é importante perceber o lado virtuoso das coisas, antes de se questionar o tamanho de seus resultados. Confira como algumas máximas do mundo corporativo, da filosofia de startups e vivências dos nossos profissionais podem realmente nos ajudar a buscar o melhor resultado, todos os dias:  

1.Cultura do Dono

Ter pessoas motivadas por desafios, trabalhando em equipes com a mentalidade – ou mindset – de quem é responsável por aquela função ou tarefa a longo prazo. É essa uma das principais lições do livro “Como o Google Funciona”, de Eric Schmidt e Jonathan Rosenberg, ambos já envolvidos com a alta cúpula das decisões da corporação. Na leitura, constatamos o empoderamento do consumidor: capaz de fazer sua própria curadoria de preços, o comparativo da performance de produtos e as inovações técnicas ofertadas. E esta é a grande mudança que exige novas propostas de valor por parte da empresa. Quando os colaboradores interiorizam essas propriedades, as melhores soluções e mais perenes surgem, garantindo o posicionamento favorável do seu negócio.

Quando celebramos as conquistas de grupo como um todo e incentivamos a proatividade dos colaboradores, as entregas causam mais impacto e são orientadas para a evolução de processos e adoção de novas tecnologias. Além disso, o compromisso com a continuidade dos projetos é uma causa e consequência da retenção de talentos alinhados com a cultura da empresa.

2. Encarar novos desafios

Para manter o foco e motivação dos times, um dos valores que nunca perdemos de vista na 4YouSee é o de se “Encarar Desafios”, relata o product owner Jonathan Reis. Quando a produtividade é afetada e o ritmo da equipe diminui, ele nos conta que investiga os problemas da equipe, na tentativa de “resolver aquilo que é de meu poder, aquilo que não está no “colo”, tento apoiar, ouvir, guiar muitas vezes e as coisas costumam se resolver.”

Saber que o crescimento dos profissionais e melhorias dos processos estão fora da zona de conforto é outro passo para se adotar a tônica de enfrentar desafios de modo destemido, visando aprendizado e desenvolvimento. Bem como, entender que os pensamentos do momento não podem interferir nos rumos de longo prazo é o que mantém os gestores sempre presentes para trazer o clima para níveis saudáveis e produtivos.

3.Ser Feliz

Também destacado pela analista de recursos humanos, Paola Aredes, o conceito de “ser feliz” está internalizado no cotidiano dos colaboradores com o efeito diário da cultura organizacional. Bem como o reconhecimento possui papel importante no engajamento das pessoas, a noção de metas coletivas e individuais, orienta a equipe para superação de objetivos e aprendizados constantes. Jonathan nos conta como ele se relaciona com este tópico dentro da 4YouSee: “ a cultura é tão internalizada, próxima, real e tangível que para mim e para a maioria das pessoas, que eu acredito, é algo que acaba fluindo de forma natural. Isso não quer dizer que não tenhamos tropeços. Acredite, eles existem e quase todos os dias.” 

Promover internamente este ânimo, força, felicidade e autoconfiança para se guiar o crescimento através dos erros cometidos na jornada é fruto dos diálogos abertos e recorrentes entre os times e gerentes. Inspirar as equipes com positividade e estímulo do autoconhecimento é fundamental para garantir o bom andamento da empresa. Segundo Shawn Achor, advogado da psicologia positiva e professor de Harvard: “Apenas 10% do que pode ser chamado de felicidade a longo prazo é referente ao contexto do mundo externo. Mas 90% do que pode ser chamado de felicidade a longo prazo faz jus à maneira como o nosso cérebro interpreta o referido mundo externo”. Baseados neste dado resultado de uma pesquisa sobre ambientes profissionais, percebemos que a crença na capacidade da entrega é cultivada em cada um mais que no grupo, o que pede que as lideranças trabalhem verdadeiras mentorias individuais com seus colaboradores.

Um lembrete de bônus é relativizar a baixa produtividade de alguns dias, afinal, nenhum caminho é linear. Dias ruins não sinalizam incompetência e desacreditam estratégias. Devemos sempre manter a perspectiva dos resultados a longo prazo e entender que entregas humanas jamais serão lineares, que o descanso e distanciamento são essenciais para prosseguir de forma mais consistente.

Ficou inspirado? Não deixe de conferir nosso conteúdo exclusivo sobre como utilizar as nossas soluções de TV corporativa para motivar seus funcionários no nosso artigo: Como Utilizar a TV Corporativa para Motivar seus Colaboradores.

Até breve!

Endomarketing: O que e Por quê?

Como o próprio nome já diz, o endomarketing é focado no público interno. O seu objetivo é cuidar das pessoas que fazem a empresa funcionar de forma estratégica, alinhada com a missão e visão da corporação, de modo a projetar ao cliente final o valor agregado nesses processos e colaboradores.

O que é Endomarketing?

Trazendo da administração o conceito de cliente interno, a aliança entre as disciplinas de Marketing e Recursos Humanos reúne esforços para o sucesso de cada colaborador, com o intuito de servir e impulsionar. A justificativa é clara, quando se conhece os efeitos transformadores da boa manutenção do clima organizacional. A influência da percepção dos funcionários em relação à empresa e o grau de satisfação com o trabalho são decisivos para a produtividade e a qualidade daquilo que chega ao mercado.
Por meio das ações de endomarketing, o diálogo é iniciado e a empresa tem a oportunidade de colocar em destaque os sentimentos da equipe, sentir suas dores e desenhar linhas de atuação em conjunto. É através destes movimentos que a cultura organizacional se torna realidade, alinhando os valores que devem ser vivenciados no ambiente corporativo e aumentar o estado geral de bem estar.

A investigação das necessidades, desejos e motivação das equipes deve ser feita de forma humanizada e minuciosa. Tudo isso com o intuito de melhorar a qualidade da relação entre os objetivos da empresa e as pessoas, conciliando os melhores interesses de ambos. Outro ponto importante é o acompanhamento dos impactos de cada ação, para além de controlar investimentos e efetividade, cultivar a parceria com as pessoas de forma saudável e com foco em longo prazo. 

Por que trabalhar o endomarketing na sua empresa?

Os benefícios de promover ações de endomarketing possuem indicadores precisos, tais como: redução de turnover, retenção de talentos e time motivado. São alcançados em paralelo, marcos de valor intangível, como a melhoria da imagem da empresa no mercado, que afeta diretamente em seu valor – inclusive já em curto prazo. Mas de uma forma geral, as vantagens percebidas no clima cotidiano são mais intensas e subjetivas, relevantes por sustentarem a lealdade e engajamento  das pessoas.

Frequentemente as organizações confundem este conceito com marketing institucional, perdendo o foco no colaborador, que é o centro de tudo. É necessário que os momentos de escuta sejam construídos com grande atenção e empatia. As empreitadas devem realmente construir vínculos, agradar, inspirar os colaboradores. A troca destes momentos é muito rica, e é em reuniões com colaboradores de diferentes áreas onde se conhecem as dores e se desenvolvem as melhores ideias. O comprometimento dos departamentos responsáveis deve garantir uma entrega “ganha-ganha” para as pessoas e para otimizar os resultados da empresa. Afinal, é indispensável a profundidade dessas ações, pois o endomarketing explora a reputação e autoridade da empresa diante os públicos – interno e externo.

Como desenvolver ações de Endomarketing?

Os exemplos de ações articuladas neste sentido são das mais diversas naturezas: abrangem de benefícios salariais à cor das paredes. Todos os pontos sensíveis de interação da sua marca com colaboradores devem ser avaliados como oportunidades, tudo comunica! Logo, novidades internas, eventos, brindes, atividades e outros ganham maiores proporções quando há intencionalidade nos fins desejados e sinergia com a essência da empresa.  

A dica de ouro para se executar boas iniciativas de endomarketing é não desviar o olhar do colaborador. É ele quem vai levar o negócio mais longe, e deve ser visto como um e facilitador desta jornada e um embaixador entusiasmado com a empresa.

Quer saber mais sobre boas práticas para comunicação interna? Acompanhe nossos canais para conhecer mais sobre gestão de equipes e cultura empresarial. Além de referências atualizadas, as experiências do nosso time e soluções da 4YouSee com certeza levarão o seu negócio mais longe.

Não deixe de conferir também o nosso artigo sobre Clima e Cultura Organizacional para entender melhor como construir um ambiente propício para obter o melhor com seu capital humano e cultivar os hábitos de sucesso que são a essência da sua empresa.

Até breve!

Ligue Agora