Muito lemos sobre motivação no trabalho, sobre como manter equipes motivadas, fazemos uso de termos estrangeiros como “growth mindset” de Carol Dweck e frases motivacionais que evocam a força do nosso pensamento positivo. Todavia, quem realmente faz acontecer profissionalmente sabe que o sucesso está mais intimamente ligado com atitudes do que com grandes discursos. Ainda sim, sabemos que, em alguns dias, é importante perceber o lado virtuoso das coisas, antes de se questionar o tamanho de seus resultados. Confira como algumas máximas do mundo corporativo, da filosofia de startups e vivências dos nossos profissionais podem realmente nos ajudar a buscar o melhor resultado, todos os dias:  

1.Cultura do Dono

Ter pessoas motivadas por desafios, trabalhando em equipes com a mentalidade – ou mindset – de quem é responsável por aquela função ou tarefa a longo prazo. É essa uma das principais lições do livro “Como o Google Funciona”, de Eric Schmidt e Jonathan Rosenberg, ambos já envolvidos com a alta cúpula das decisões da corporação. Na leitura, constatamos o empoderamento do consumidor: capaz de fazer sua própria curadoria de preços, o comparativo da performance de produtos e as inovações técnicas ofertadas. E esta é a grande mudança que exige novas propostas de valor por parte da empresa. Quando os colaboradores interiorizam essas propriedades, as melhores soluções e mais perenes surgem, garantindo o posicionamento favorável do seu negócio.

Quando celebramos as conquistas de grupo como um todo e incentivamos a proatividade dos colaboradores, as entregas causam mais impacto e são orientadas para a evolução de processos e adoção de novas tecnologias. Além disso, o compromisso com a continuidade dos projetos é uma causa e consequência da retenção de talentos alinhados com a cultura da empresa.

2. Encarar novos desafios

Para manter o foco e motivação dos times, um dos valores que nunca perdemos de vista na 4YouSee é o de se “Encarar Desafios”, relata o product owner Jonathan Reis. Quando a produtividade é afetada e o ritmo da equipe diminui, ele nos conta que investiga os problemas da equipe, na tentativa de “resolver aquilo que é de meu poder, aquilo que não está no “colo”, tento apoiar, ouvir, guiar muitas vezes e as coisas costumam se resolver.”

Saber que o crescimento dos profissionais e melhorias dos processos estão fora da zona de conforto é outro passo para se adotar a tônica de enfrentar desafios de modo destemido, visando aprendizado e desenvolvimento. Bem como, entender que os pensamentos do momento não podem interferir nos rumos de longo prazo é o que mantém os gestores sempre presentes para trazer o clima para níveis saudáveis e produtivos.

3.Ser Feliz

Também destacado pela analista de recursos humanos, Paola Aredes, o conceito de “ser feliz” está internalizado no cotidiano dos colaboradores com o efeito diário da cultura organizacional. Bem como o reconhecimento possui papel importante no engajamento das pessoas, a noção de metas coletivas e individuais, orienta a equipe para superação de objetivos e aprendizados constantes. Jonathan nos conta como ele se relaciona com este tópico dentro da 4YouSee: “ a cultura é tão internalizada, próxima, real e tangível que para mim e para a maioria das pessoas, que eu acredito, é algo que acaba fluindo de forma natural. Isso não quer dizer que não tenhamos tropeços. Acredite, eles existem e quase todos os dias.” 

Promover internamente este ânimo, força, felicidade e autoconfiança para se guiar o crescimento através dos erros cometidos na jornada é fruto dos diálogos abertos e recorrentes entre os times e gerentes. Inspirar as equipes com positividade e estímulo do autoconhecimento é fundamental para garantir o bom andamento da empresa. Segundo Shawn Achor, advogado da psicologia positiva e professor de Harvard: “Apenas 10% do que pode ser chamado de felicidade a longo prazo é referente ao contexto do mundo externo. Mas 90% do que pode ser chamado de felicidade a longo prazo faz jus à maneira como o nosso cérebro interpreta o referido mundo externo”. Baseados neste dado resultado de uma pesquisa sobre ambientes profissionais, percebemos que a crença na capacidade da entrega é cultivada em cada um mais que no grupo, o que pede que as lideranças trabalhem verdadeiras mentorias individuais com seus colaboradores.

Um lembrete de bônus é relativizar a baixa produtividade de alguns dias, afinal, nenhum caminho é linear. Dias ruins não sinalizam incompetência e desacreditam estratégias. Devemos sempre manter a perspectiva dos resultados a longo prazo e entender que entregas humanas jamais serão lineares, que o descanso e distanciamento são essenciais para prosseguir de forma mais consistente.

Ficou inspirado? Não deixe de conferir nosso conteúdo exclusivo sobre como utilizar as nossas soluções de TV corporativa para motivar seus funcionários no nosso artigo: Como Utilizar a TV Corporativa para Motivar seus Colaboradores.

Até breve!