Hoje, na era da informação, uma enorme quantidade de novos conteúdos é produzida a cada segundo. Conseguir absorvê-los — ou mesmo parte deles — não é tarefa fácil. São muitos os atrativos utilizados para tentar captar a atenção do espectador a fim de que ele consuma o que está sendo veiculado. Mas, como os hábitos comportamentais mudaram, as estratégias também tiveram que se adaptar. A partir desse cenário, surgiram as redes DOOHDigital Out of Home, que hoje contam com um sistema self-service. Se ainda não está familiarizado com o assunto, leia nosso post que apresentaremos, em linhas gerais, esse novo modelo para você. Confira!

Conheça o DOOH — Digital Out of Home

Sabe aqueles aparelhos digitais que veiculam dicas, publicidade, informações e produtos, encontrados em aeroportos, ônibus, shoppings e em tantos outros lugares? Pois bem, essa é a rede Digital Out of Home. Essa mídia digital pode ser definida como um conjunto de telas de LCD, projetores, plasmas ou LEDs, gerenciados por um computador ou mesmo pela internet, que oferecem soluções extremamente eficazes, versáteis e estáveis para conquistar um segmento de público específico.

Segundo informações da Associação Brasileira de Mídia Digital Out Of Home, existem três setores nos quais o sistema DOOH tem aplicação. Primeiramente temos os pontos de venda — monitores podem ser instalados em lojas, supermercados, restaurantes, etc. —, outro setor consiste em locais de alto impacto — enormes telas são colocadas em diferentes espaços urbanos para atrair a atenção de pedestres e pessoas no trânsito — e há também os locais de audiência cativa — os espectadores estão em momentos de espera, como em táxis, elevadores, cinemas, etc.

A importância do conteúdo no mercado de DOOH

No sistema DOOH, a ideia de conteúdo adquire mais de uma definição. Pode significar uma mensagem genérica, que contenha apenas som, imagem e vídeo, ou pode ter o formato de uma publicidade midiática, como um spot, por exemplo. Porém, independentemente do formato utilizado, o que os empresários desejam é a criação de uma comunicação que seja de real interesse do público, capaz de realmente conquistá-lo. Portanto, a imagem, as cores e o layout são relevantes, mas precisam vir em segundo plano. O que realmente importa é a essência do que está sendo transmitido àquele em frente à tela. A informação precisa fazer sentido, e deve ser naquele exato momento!

E qual o segredo do sucesso? Segmentação! É preciso adequar todo o conteúdo para cada tipo de público e para as especificações que cada um exige, seja no formato do texto, nas imagens ou até no horário de veiculação. E é justamente essa customização que o DOOH permite: veicula-se a mensagem certa, no momento preciso para um tipo específico de público.

Entendendo mais sobre o modelo Self-Service

Agora que você já foi apresentado ao sistema DOOH e sabe como é importante cuidar do conteúdo nele veiculado, conheça o modelo self-service. Você se cadastra e, em apenas dois minutos, seu ambiente já está pronto para o trabalho. Nele você encontrará notícias dos principais sites de conteúdo, que são automaticamente atualizados, vídeos demonstrativos, equipe de suporte e uma vasta base de informações para desenvolver um ótimo trabalho. E o melhor é que você não precisa ser um expert em design. O sistema é inteligente e o auxilia em suas criações, ou permite que você compre vídeos prontos para serem utilizados. De qualquer lugar em que você esteja, você consegue montar sua rede. Demais, não é mesmo?!

E então, agora que você conheceu um pouco mais sobre este sistema inovador, ainda restou alguma dúvida? Mande seu comentário!
Modelo de negócios Digital Signage